TM 2016 MatchVision System. Todos os direitos reservados.

BENEFITS

SERVICES

The system was developed by Brazilian ophthalmologist, Dr. Durval de Moraes Carvalho, with 50 years’ experience in the profession, and a leading expert in cataract surgery and implant of intraocular lenses.

Dr. Durval Carvalho helped transform the state of Goiás in a center of excellence in ophthalmology and received international prominence by winning the best technique award by the American Society of Cataract. In the biennium 2006/2008, he assumed the presidency of the Brazilian Society of Cataract and Intraocular implants.

Head of Cataract Division of CBCO - Brazilian Center for Eye Surgery, Goiania - GO, and CBV - Brazilian Vision Center, Brasília - DF, Dr. Durval also appears as a guest lecturer in major conferences, symposia and events held in Brazil, disseminating his research and innovative surgical techniques that contribute to the development of medicine in the ophthalmology area.

Centro Brasileiro de Cirurgia de Olhos - Goiânia, GO

Centro Brasileiro da Visão - Brasília, DF

PERIPHERAL VISION

Há ​20 anos, o Dr. Durval Moraes iniciou seus estudos sobre os efeitos do treinamento da visão periférica nos atletas de futebol, e os resultados foram impressionantes. O cientista isolou dois tipos de visão periférica, e enquanto todos as iniciativas  no mundo, de estimular as habilidades visuais, trabalham com a Visão 1, os melhores resultados advém dos trabalhos com a Visão 2. 

 

Países como Alemanha e Portugal, já reconhecem a importância das habilidades visuais para o jogadores e investem em ferramentas como o footbonaut e 360S respectivamente, porém, ambas desconsideram a variável mais importante para o ganho de performance: o jogo acontece no campo. 

Exercícios de laboratório ajudam os jogadores, mas sozinhos, são insuficientes para mudar a performance do atleta, e este é o maior diferencial da MatchVision, que conseguiu associar o treinamento em laboratório com o treinamento em campo, utilizando uma série de equipamentos exclusivos e patenteados, que se adaptam à dinâmica de quaisquer equipes técnicas.

A proposta deste trabalho é desenvolver a visão do movimento fora e durante os treinos táticos e de fundamentos. Na prática, não é que o atleta enxergará mais, ele estará com o cérebro mais atento para perceber, pensar e agir em relação a tudo que acontece ao seu redor, por isso, quanto mais jovem o atleta inicia seu treinamento, jogar de cabeça erguida, será um reflexo condicionado que maximizará o uso das habilidades visuais, criatividade e inteligência.

O estudo rendeu a publicação do livro FUTEBOL - Como melhorar sua performance treinando sua visão.

 

HISTORY

TEAM

Dr. Durval Moraes de Carvalho​

Head of R&D

dr.durval@matchvision.com.br

Dr. Durval Moraes de Carvalho​ Jr.

R & D

dr.durvaljr@matchvision.com.br

Heine Allemagne

Inventor spray para o campo - FIFA

Advisor & Partner

heine.allemagne@matchvision.com.br

Christiano Falconi

Diretor de Futebol

chris.falconi@matchvision.com.br

PARTNERS

O sistema foi desenvolvido pelo médico oftalmologista, Dr. Durval Moraes de Carvalho, com cerca de 50 anos de profissão, e um dos maiores especialistas em cirurgias de catarata e implantes de lentes intra-oculares do Brasil. 

 

Dr. Durval ajudou a transformar o Estado de Goiás em um pólo de excelência em oftalmologia e recebeu destaque internacional ao ganhar prêmio de melhor técnica cirúrgica, pela Sociedade Americana de Catarata. No biênio 2006/ 2008, o médico assumiu a Presidência da Sociedade Brasileira de Catarata e Implantes Intra-oculares.

 

Chefe da Divisão de Catarata do CBCO - Centro Brasileiro de Cirurgia de Olhos, Goiânia - GO, e do CBV - Centro Brasileiro da Visão, Brasília - DF, Dr. Durval, também figura como palestrante convidado para os maiores congressos, simpósios e eventos realizados no Brasil, divulgando suas pesquisas e técnicas cirúrgicas inovadoras, que contribuem para o desenvolvimento da medicina na área oftalmológica.

Twenty years ago, Dr. Durval de Moraes began his studies on the effects of the peripheral vision training in soccer players and the results were impressive. The scientist isolated two types of peripheral vision and while all the initiatives in the world work with Vision 1 to stimulate visual skills, the best results come from the work with Vision 2.

Countries like Germany and Portugal already recognize the importance of visual skills for players and invest in tools like footbonaut and 360S respectively, but both ignore the most important variable for the performance gain: the game takes place in the field.

Lab exercises help players, but alone they are not sufficient to change the athlete's performance, and this is the biggest difference of MatchVision, which succeeds in combining laboratory training with training in the field by using a series of unique and patented equipment, which are adaptable to the dynamics of any technical team.

 

The purpose of this work is to develop a vision of movement both off field and during tactical training and fundamentals. In practice, it is not that the athlete will see better, but their brain will become the most attentive to perceive, think and act in relation to everything that happens around them. Therefore, if the athlete starts their training at the youngest age possible, playing head-on becomes a conditioned reflex that maximizes the use of visual skills, creativity and intelligence.

 

The study has yielded the publication of the book FOOTBALL - How to improve your performance training your vision.

 

Fúlvio Faria

Business Partner

fulvio.faria@matchvision.com.br

Grupo NorthON

Business Dev & Management 

www.gruponorthon.com.br